terça-feira, 20 de agosto de 2019

Carta de um alguém que está no tempo ao seu amor que está no metatempo









20 de Agosto de 2019. Iríamos completar 3 anos de união conjugal. O tempo pode finalizar uma história, mas nunca finalizará as vivências e as memórias. O casamento chegou ao fim com a sua partida, pois ele é próprio desse espaço-tempo, amor que se tornou sacramento, porém esse amor perpassou esse sinal. Fomos uma só carne e continuamos a ser no mesmo sentimento e verdade. Só que ama chega à essa unidade! Do primeiro olhar ao último olhar. Quantas histórias pra contar no intervalo entre o suspiro do encontro ao suspiro da entrega! Feliz daquele que tem histórias para contar, pois não é o dono da história, não apenas passou pela vida, mas a viveu. Tínhamos a plena consciência de que eu não era sua propriedade particular e nem ela a minha propriedade particular. Único exemplar nesse mundo! Rara humana que detinha a arte de relacionar-se, arte essa que não aprendeu de artigos científicos mas a partir dos encontros que a vida lhe proporcionou. Não mais se ouvirá sua chegada de sua jornada de trabalho, ao abrir a porta por volta das 16:20. Não mais se comprará a chipa de queijo, a esfiha de calabresa que tanto apreciava e retribuiria com seu singelo sorriso. Aliás, não precisava de agrado material para sorrir! Não mais se poderá escutar suas impagáveis risadas que alegrava a quem estava triste. Não mais se sentirá seu abraço confortador que refazia os cacos de vida, mesmo que ela não percebesse isso. Olhares que diziam sem mesmo falarem. Silêncios traduzidos em vida nos recônditos da humanidade. Recortes do tempo. Retalhos de vida. Nas suturas dos acontecimentos, fatos corriqueiros, ordinários se transmudam em extraordinários quando não nos detemos no tempo cronológico. Acontecimentos forjados no tempo. Atos que repercutem e ser que não se esquece! Enquanto seu ser vibrou nessa vida, seus atos foram um eco de seu ser! Seus feitos não valem mais do que seu precioso ser! É por isso que as lembranças possuem um toque divino de reconstituição mesmo "sem" a presença de quem se ama. As lágrimas continuarão a cair, as lembranças fervilharão na mente e os passos, ainda que hesitantes, farão a caminhada, um passo de cada vez, sem apressar o passo. Os poetas mineiros já diziam na famigerada “Canção da América”: “Mesmo que o tempo e a distância digam não!” Impossível é esquecer a suave fragrância da sua vida exalada por onde passaste! Eis a data a qual tanto sonhastes e tu contemplas à Quem te chamou à vida, que te chamou ao caminho que sonhastes e que não te convidou ao convívio eterno sem antes teres percorrido o caminho que vislumbraste! Já não O conheces por espelho em enigmas, mas tal como Ele É. (cf. I Cor 13, 12). A história continua sendo a tenda de quem sabe que o caminho se faz e se fará caminhando! Sigo e seguirei até o fim no caminho onde a vida proporcionou o nosso encontro. Nessas parcas palavras, um amálgama de saudade e presença, solidão e comunhão, também vai o não verbalizado, o que não sei dizer, que se une ao seu ser que se expressou ainda mais que seus atos ... Eternamente na sua ternura, amor!

domingo, 24 de março de 2019

Primeiro mês de sua ausência...


Bem aventurados (felizes, os que bem aventuram suas existências) os puros de coração, porque eles verão a Deus! Mateus 5,8
Esteja adornada na luz do Senhor! Seu lugar é especialíssimo no jardim eterno, no coração de Deus. O Criador contempla sua bela criação! 
Revestido pela finitude desse tempo e espaço, sigo ardendo de saudade pelo infinito! Um amor que começa no tempo e que não termina no tempo! Sempre vou te amar! Primeiro mês de sua ausência...

segunda-feira, 11 de março de 2019

Tópicos lógicos: Uma abordagem da disciplina de lógica para os cursos de graduação em ensino superior - Ricardo Czepurnyj Ferrara


O presente livro é fruto de preparação e ministração de aula para o público de graduação no curso de Direito
das Faculdades Integradas Campos Salles (FICS). Tal iniciativa visa suprir a significativa lacuna nos cursos
de graduação que possuam a disciplina de Lógica em seu conteúdo programático, visa também fornecer um
material de apoio que possa dar conta, se não em sua totalidade, em grande parte de assuntos relacionados.
A publicação objetiva ser um instrumento eficaz e prático para todos os cursos de graduação que se utilizam da Lógica na formação discente. Além disso, utiliza uma linguagem simples e direta para o público dos cursos de graduação em ensino superior. Formulo votos que esse instrumento seja um significativo veículo na difusão da disciplina da Lógica nos mais variados cursos de graduação no ensino superior.

Mosaico Filosófico I: Tomás de Aquino, Jacques Maritain, Francis Bacon, Friedrich Nietzsche e Theodor Adorno - Ricardo Czepurnyj Ferrara


O presente livro é fruto de publicações de artigos entre os anos de 2016 e 2017 nas revistas vinculadas às Faculdades Integradas Campos Salles. O objetivo de tal iniciativa é trazer ao público, que se interessa pelas publicações filosóficas, um instrumento de contato e aprofundamento com os mais diversos autores que marcaram época em seus respectivos tempos. Esses artigos exploram o pensamento dos autores,
explicitando algum ponto que requer maior esclarecimento, através de seus comentadores.O primeiro número dessa iniciativa traz autores, como Tomás de Aquino, Jacques Maritain, Francis Bacon, Friedrich Nietzsche e Theodor Adorno.

domingo, 10 de março de 2019

A Conexão Entre Medida E Verdade Em Tomás De Aquino - Ricardo Czepurnyj Ferrara


O processo de cognição da verdade pode ser entendido
a partir de duas operações intelectuais: a simples
apreensão e a composição e divisão. Na primeira, a
coisa se manifesta ao intelecto e este, por sua vez,
apreende sua quididade. Contudo, esta operação não é
suficiente para o bom desfecho do processo da
verdade, uma vez que o intelecto humano nada produz
de próprio. É na segunda operação que o intelecto
produz algo próprio: o julgamento, a capacidade de se
pronunciar ao separar sujeitos de predicados. Esta
atividade intelectual fundamenta-se na reflexão, a
capacidade de o intelecto humano voltar a si mesmo.
No mesmo processo cognitivo da verdade, Tomás de
Aquino analisa como o conceito de medida pode ser
relacionado. No domínio divino, Tomás afirma que o
intelecto divino é a primeira medida e primeira verdade,
e isto implica a produção das coisas e do intelecto
humano, componentes imprescindíveis da adequação.
No domínio humano, ele aplica uma importante
distinção aristotélica: intelecto especulativo e intelecto
prático. Enquanto o primeiro recebe as coisas, ou seja,
é movido e mensurado por elas, o segundo causa as
coisas e, por isso, é mensurador.

sábado, 9 de março de 2019

Meu primeiro amor foi chamado ao Eterno amor

Cássia foi tão avançada que não precisou de consultório para ser a brilhante psicóloga que sempre foi, até antes mesmo de seu bacharelado em Psicologia. E eu era o seu paciente mais caro. Aprendeu a tocar pessoas e corações não com abstrações: mas com seu próprio dom e vocação de ir ao encontro das pessoas. Suas especialidades? Disponibilidade, atenção, coração aberto, simplicidade com requinte de sofisticação. Uma humana na qual o seu tempo precisou. Chegou aos amigos de faculdade, amigos de comunidade cristã, colegas de trabalho.
Parafraseando Fernando Pessoa, nas menores coisas que fez, colocou todo o seu ser. A menor marca deixada não ficará desapercebida!
Foi minha primeira namorada, meu primeiro amor, onde nos vimos pela primeira vez em 27-09-1998, e na última vez em 24-02-2019.
Cada sonho, projeto, decisão, anseios, mesmos os menores foram costurados. Sempre ouvia suas palavras nos meus projetos e ela também me escutava nos seus. Fomos os melhores amigos um do outro, amantes, confidentes.
Agradeço a Deus pelo inefável dom de sua bela existência, como inúmeras vezes tive a oportunidade de dizer que a escolheria e que faria tudo de novo por você. Mil vezes!
E se me fosse possível trocar todos os "títulos" acadêmicos que fui acumulando ao longo do tempo por sua vida não teria nenhuma dificuldade em proceder assim.
Obrigado por ter cuidado de mim, também cuidei de você, mas agora Deus cuida de você!

Uma luz que volta pra Luz Maior!

Uma ternura puríssima que retorna à Ternura Maior!

Até breve, amor!

sexta-feira, 25 de março de 2016

Amor que desatina qualquer razão

Há um amor profundamente interessado no ser humano. Um amor capaz de perpassar todas as hipocrisias, todas as traições, todas as falsidades. Um amor que tem o poder de penetrar nessas realidades e transformar em lealdade, fé e verdade. Um amor capaz de transmudar a mais radical indiferença na mais profunda consideração. Um amor que, ainda renegado, não abandona o amado. O amor quando vem do céu, se faz serviçal; coloca uma toalha na cintura, além de descer à altura humana, desce ainda mais para beijar seus pés. Chega ao ego humano para transformá-lo em doação. O amor quando vem para a terra, rasga o próprio coração, fazendo enlouquecer qualquer loucura, desatinando qualquer razão. Ensina que o amor só é efetivo quando calcado na entrega total, desinteressada, gratuita. Uma vida para entender que é tão simples ser complexo e tão complexo ser simples!